“Delação Premiada” – MC Carol denuncia violência policial em novo single

Funkeira continua narrando o cotidiano da favela, mas o inimigo agora é outro

 

artworks-000171516517-3d58he-t500x500

Os fãs de MC Carol podem estranhar seu novo single, lançado nesta sexta-feira (15), no YouTube. Dessa vez, Carol não veio falar de sua vida amorosa, do cotidiano de sua família ou de feminismo. Em “Delação Premiada”, a funkeira utiliza um dos termos mais presentes na mídia, com a operação Lava-Jato, para denunciar a violência policial contra negros e moradores das favelas.
A moradora do Morro do Proventório, de Niterói, nunca excluiu motivos políticos de sua obra. Em “Não Foi Cabral”, por exemplo, denunciou a escravidão com versos fortes como “Se não fosse a Dandara eu levava chicotada” e fez uma citação ao Hino Nacional de deixar qualquer fascista de cabelo em pé.
MC Carol agora vem com uma crítica pesada à corrupção e à violência policial. A letra não é baseada em uma frase base, como é característica em sua carreira. O funk está mais estruturado, com partes bem definidas. Durante os três minutos de música, a cantora, entre trechos de noticias e protestos, brada: “não existe justiça se o assassino está fardado”.
Ainda há na letra crítica ao tratamento diferenciado que os pobres e negros recebem (no refrão “Na televisão/ A verdade não importa/ É negro, favelado, então tava de pistola”) em relação aos bandidos elitizados (“Bandido rico e poderoso/ Tem cela separada/ Tratamento VIP e delação premiada”).
A morte do pedreiro Amarildo (que criou a famosa frase “Cadê o Amarildo?”) e também do dançarino DG, ambos casos conhecidos de abuso do poder por parte da polícia também são citados pela funkeira, à frente de uma batida mais eletrônica, se aproximando mais do hip hop e do pop do que realmente do funk.
Como acontece sempre quando um funkeiro recebe uma produção maior, o som de Carol ficou bem diferente. Está mais lapidado, mais comercial e com menos cara de batidão-proibidão. Um pouco distante daquela essência caseira do ritmo, com batidas já tradicionais que aparecem em “Jorginho Me Empresta A Doze” e “Bateu Uma Onda Forte”.
Em sua página no Facebook, a própria artista confessou as mudanças em sua música: “É um som bem diferente do que a maioria de vocês conhece de mim”. Sem dúvidas, “Delação Premiada” é a faixa mais bem produzida de Carol, o que, não necessariamente, é uma vantagem.
Ainda na publicação de sua nova música, produzida por Leo Justi (Heavy Baile), em sua página oficial, MC Carol avisa que vem novidade por aí: “No meu disco vai ter algumas musicas nessa vibe. Espero que gostem do resultado!”. Vamos esperar que seja em poucas músicas e que não aconteça com a maior MC de Niterói a plastificação que aconteceu com outros cantores do gênero, como Nego do Borel, por exemplo.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s